Anvisa aprova regras para acelerar registro de vacina contra Covid

De acordo com a norma publicada nesta quarta-feira (18), no Diário Oficial da União, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autoriza que empresas interessadas em registrar uma vacina contra a Covid-19, enviem de maneira contínua os dados técnicos sobre as pesquisas realizadas. Com isso, as medidas devem acelerar o processo de registro das vacinas contra o novo coronavírus no Brasil. Além disso, as empresas não irão precisar ter todos os documentos reunidos para apresentá-los de uma única vez ao órgão.

A determinação que previa essa possibilidade havia sido anteriormente divulgada pela agência, em 19 de setembro. Após dois dias, em 1º de outubro, a Anvisa declarou que começaria a analisar os testes da vacina que vem sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca, sob o processo de submissão contínua. 

As determinações  da instituição também dispensaram a análise do impacto regulatório e a consulta pública, “devido ao grau de urgência e gravidade” da pandemia. As novas regras só estão válidas para vacinas contra a Covid-19 e não se aplicam a nenhum outro medicamento ou vacina. Além disso, as vacinas devem está na fase 3 dos ensaios clínicos. Os quatro imunizantes que estão sendo atualmente testados no país, a Oxford, a da Pfizer, a da Sinovac e a da Johnson, já atingiram essa fase.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *