Problema com inteligência artificial levou a demora na apuração

Nesta segunda-feira (16), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) declarou que o atraso de três horas na divulgação dos resultados do primeiro turno das eleições municipais, ocorreu por suada de uma falha no sistema de inteligência artificial de uma dos computadores. 

De acordo com o ministro Luís Roberto Barroso, que esteve reunido com a equipe de tecnologia da informação do TSE, o supercomputador responsável pela contagem e divulgação dos votos chegou ao tribunal em agosto, por causa da pandemia. E por esse motivo, não houve tempo necessário para realizar todos os testes necessários antes do dia 15 de novembro. O equipamento havia sido comprado em março. 

Não mudei a versão sobre os fatos. Ontem, a TI tinha diagnosticado que o problema era uma falha no processador, o que efetivamente ocorreu. As análises subsequentes demonstraram que, embora o problema tivesse ocorrido, a causa real era a outra, que eu descrevi aqui. Portanto, não é mudança de versão, é atualização da nossa compreensão do que aconteceu”, declarou. Barroso também afirmou durante a coletiva que a Oracle, empresa responsável pelo equipamento com defeito deverá ser acionada para solucionar o problema até o segundo turno. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *