Ministro defende modernização das Forças Armadas

Nesta sexta-feira (13), durante a participação em um seminário realizado pela Escola Superior de Guerra, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva dez declarações sobre a necessidade de modernização dos equipamentos usados pela Aeronáutica, Exército e Marinha. “Estamos buscando a recuperação da capacidade operacional das Forças”, afirmou o ministro. 

Silva ainda acrescentou: “Nossos aparelhos, nossas principais máquinas e equipamentos, são de 50 anos de duração. Então, eles necessitam de uma modernização, uma atualização, de novos equipamentos. A capacidade operacional das Forças têm que ser revistas”. O ministro lamentou que devido a questões de orçamento, alguns projetos antes considerados prioritários precisem ser repensados ao longo da execução. 

“Não tem mágica. Ou a gente muda o escopo do projeto, muda a quantidade, ou o estica na linha do tempo. O projeto Guarani, por exemplo, as últimas unidades só serão entregues em 2041”, afirmou Silva, fazendo uma referência ao projeto que teve início em 2007, e tem como um dos objetivos reequipar o Exército com novas viaturas blindadas. 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *