Bolsonaro afirma que 2ª onda é “conversinha”

Durante sua saída do Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro chamou de “conversinha”, a possibilidade do país enfrentar uma segunda onda de contaminação pelo novo coronavírus. O chefe do Executivo ainda ressaltou que os brasileiros deverão enfrentar o vírus para que Brasil não vire um país de miseráveis. 

O presidente declarou: “ “Vocês vejam o que era antes, como eram os ministérios, como tudo era aparelhado no Brasil, e como estão funcionando apesar dessa pandemia aí, que nos fez gastar mais de R$ 700 bilhões”, comentou. “E agora tem a conversinha de segunda onda. Tem que enfrentar se tiver (segunda onda). Se quebrar de vez a economia, seremos um País de miseráveis. Só isso”.

Esta é a segunda vez, nesta semana que Bolsonaro minimiza a pandemia do Brasil. Na última terça-feira (10), ele afirmou que “não adianta fugir disso, fugir da realidade.tem que deixar de ser um País de maricas” e enfrentar a doença. Além disso, há alguns meses, ele declarou a seus apoiadores que estavam reunidos e provocando aglomeração na saída do Palácio da Alvorada, que o cidadão deveria enfrentar o vírus “como homem”. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *