Anvisa libera importação de matéria-prima a CoronaVac

Nesta quarta-feira (28), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a importação de matéria-prima para produção de 40 milhões de doses da CoronaVac, o imunizante chinês  que deverá ser produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. Na última semana,  a Anvisa já havia liberado a importação de 6 milhões de doses da CoronaVac, que chegarão prontas para o uso.

Atualmente, a CoronaVac está na terceira fase de testes. A farmacêutica chinesa Sinovac, responsável pela vacina, ainda não obteve o registro para aplicação do imunizante no Brasil, que não pode ser utilizado na população. Até este momento, apenas dados parciais referentes à segurança da vacina foram apresentados pelo governo de São Paulo. Porém, até o momento as informações não foram publicados em revistas científicas. 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *