Fique alerta ao golpe do PIX

Criado para facilitar as transações financeiras no país, o sistema PIX do Banco Central, que substituirá as operações DOC e TED, já está sendo usado em golpes contra correntistas de alguns bancos. Previsto para começar a operar no dia 16 de novembro, o BC autorizou as instituições financeiras a realizarem um pré-cadastro dos clientes desde o dia 05 de outubro, com o objetivo de preparar o início das operações. 

Com o novo sistema, as transações financeiras acontecerão através de chaves (nº de celular, CPF, CNPJ, e-mail ou chave aleatória), que servem para identificar os usuários no sistema. Porém, o problema é que devido ao pré-cadastro dos clientes nos bancos, golpistas estão se aproveitando para enganar os clientes e através de sites falsos, conseguir informações sigilosas e senhas. 

Vale ressaltar que o PIX será operado por cerca de 900 instituições financeiras, devidamente cadastradas e aprovadas pelo Banco Central. As instituições alertam que nunca solicitam senhas ou códigos de validação fora de seus canais digitais. Por isso, vale a pena ficar alerta para as técnicas mais comuns de golpe que estão sendo usadas pelos criminosos: 

a instalação de softwares maliciosos (malware) nos computadores e celulares; promoções falsas para coleta de dados; e a indução da entrega de informações em cadastro falso.

Assim, fique atento as dicas para evitar o golpe do falso cadastro de PIX:

  1. Em hipótese alguma forneça senhas ou efetue cadastro fora do aplicativo ou site oficial do banco (nem mesmo pelo telefone);
  2. Nunca clique em links e nem em botões para instalações de qualquer dispositivo enviados por e-mail, whatsapp, facebook ou SMS sob hipótese alguma, é sempre melhor apagar. 
  3. Os bancos não enviam mensagens ou links pedindo dados, senhas ou informações pessoais dos correntistas e não envia links por e-mail ou whatsapp para atualização de qualquer sistema de segurança ou verificação de cadastro, via de regra isso é feito no site oficial ou pelo próprio aplicativo quando ele precisa fazer algum tipo de alterações ou mudanças para o tornar mais seguro e completo.
  4. Não compartilhe links duvidosos com seus contatos sem antes saber se são autênticos – você pode estar sendo usado por bandidos para espalhar o golpe e prejudicar outras pessoas, inclusive seus parentes.
  5. Cuidado com o imediatismo de mensagens tais como: Sua Conta será bloqueada se não fizer o procedimento de segurança, quase sempre tais conteúdos querem fazer com que as pessoas não pesquisem a veracidade das informações na página oficial da empresa ou dos bancos.
  6. Nunca preencha nenhum cadastro, formulário ou pesquisa fornecendo seus dados financeiros ou pessoais através de links enviados pelo e-mail, tais como: senha de bancos, cartão de crédito, conta corrente, benefícios, dentre outros.
  7. Ao entrar em qualquer página verifique se existe um cadeado cinza no canto superior esquerdo da página – isso atesta que sua conexão não foi interceptada e que o site está criptografado para impedir golpes.
  8. Veja a grafia do endereço da página. Elas têm que ter o HTTPS onde o “S” corresponde a uma camada extra de segurança, ou as terminações, .com.br, .gov.br;
  9. Nunca baixe programas piratas para o celular ou computador, tais sites costumam ter a maior concentração de vírus;
  10. Instale um bom antivírus em seu celular ou computador e tenha o sistema operacional do seu celular e computador atualizados.

 

Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *