Maia defende reforma para combater crise em 2021

Nesta quinta-feira (15), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) participou de uma live do Banco BMG, para falar sobre o papel do legislativo na recuperação econômica do país. O parlamentar voltou a defender as reformas administrativas e tributárias e a reafirmar que a proposta da emenda à Constituição (PEC) 186/2019, conhecida com a PEC dos gatilhos do teto de gastos, precisa ser votada antes do projeto de lei que  definirá o orçamento para o primeiro semestre de 2021. 

Rodrigo Maia falou sobre a possibilidade dos deputados e senadores serem convocados para trabalhar em janeiro, caso a proposta de emenda à Constituição só seja votada após o segundo turno das eleições municipais. 

Entre os temas da live, o deputado voltou a falar sobre as eleições para a presidência da Câmara. Ele reafirmou que não será candidato, mesmo que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), consiga na justiça o direito a uma reeleição na mesma legislatura.

O parlamentar ressaltou que a Câmara tem condições de votar a reforma tributária ainda este semestre, e que a reforma administrativa deverá ficar para 2021. Maia defendeu que os atuais servidores sejam protegidos da mudança, como um dos pontos para acelerar a tramitação, porém destacou que, como não estará à frente da Câmara, não sabe o que pode acontecer. 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *