Rodrigues deixa vice-liderança do governo

Após ser alvo da investigação da Polícia Federal e ter sido flagrado com dinheiro na cueca, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) deixou o cargo de vice-líder do governo. A saída do parlamentar foi publicada na edição extra do Diário Oficial da União, desta quinta-feira (15). De acordo com a publicação, o senador teria pedido para deixar o cargo. Porém, sua saída foi pleiteada pelo presidente Jair Bolsonaro.

“Nos termos do art. 66-A do Regimento Interno desta Casa do Congresso Nacional, em atenção ao pedido do Senhor Senador Francisco de Assis Rodrigues, solicito providências para a sua dispensa da função de Vice-Líder do Governo no Senado Federal”, afirmava o despacho.

Através de nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social também anunciou a saída do parlamentar e apontou que “a ação da Polícia Federal e da CGU, respeitando os princípios constitucionais, é a comprovação da continuidade do Governo no combate à corrupção em todos os setores da sociedade brasileira, sem distinção ou privilégios”.

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro havia se pronunciado sobre a operação e afirmou que o resultado da investigação é “fator de orgulho para o governo”. 

“Alguns acham que toda a corrupção tem a ver com o governo. Não. Nós destinamos dezenas de bilhões de reais para estados e municípios, tem as emendas parlamentares também, e, de vez em quando, não é muito raro, a pessoa faz uma malversação desse recurso. Agora, a CGU está de olho, a nossa Polícia Federal está de olho e tomamos as decisões”, afirmou.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *