Proposta do Renda Cidadã adiada por Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro adiou mais uma vez a apresentação da proposta de acordo para o Renda Cidadã. Além disso, ele está avaliando a possibilidade de debater sobre a melhor fonte de financiamento para o novo programa social apenas após as eleições municipais de novembro. Até o momento, as informações apontam que o Orçamento de 2021 não tem espaço para novos desembolsos sem que o teto de gastos seja ultrapassado. 

O chefe do Executivo vem evitando anunciar decisões polêmicas que possam desgastar sua imagem ou provoquem intrigas entre os subordinados antes do pleito 2020. Assim,até o relatório com os detalhes do financiamento do programa que substituirá o Bolsa Família, que seria entregue hoje pelo senador Márcio Bittar (MDB-AC), ficou para a próxima semana. 

O senador é relator do Orçamento de 2021 e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo e da PEC Emergencial, que regula os gatilhos que precisam ser acionados caso o descumprimento do teto de gastos aconteça. De acordo com Bittar será preciso mais uma semana para concluir o texto das duas PECs. “É melhor gastar mais uns dois dois e apresentar algo que esteja consensual”, afirmou o parlamentar após sair da reunião com Bolsonaro.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *