Trabalho intermitente cresce no país

A crise na economia provocada pelo novo coronavírus levou muitas empresas a fecharem às portas. Porém, os postos de trabalho intermitentes seguem na contramão, e já geraram mais de 27 mil novos postos de trabalho. 

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, desde novembro de 2017, quando a nova lei trabalhista entrou em vigor, foram fechados 194.649 postos de trabalhos com carteira assinada em todo país. Neste mesmo período, a modalidade intermitente gerou 170.649 novos postos de trabalho. Em 2020, ano da maior recessão da história, a modalidade intermitente apresenta saldo positivo, já que desde janeiro criou 27.487 novas vagas de trabalho ao mesmo tempo em que 1,09 milhão de vagas formais foram encerradas. 

Autorizado pela reforma trabalhista  há quase três anos, o trabalho intermitente vem apresentando o saldo de vagas positivo em todos os meses, com exceção de abril deste ano, época em que as atividades econômicas estavam paralisadas no país devido à pandemia do Covid-19. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *