Governo gasta cerca de R$ 140 mi em passagens

De acordo com o relatório da Controladoria Geral da União (CGU), o governo federal poderia economizar até R$ 140 mi ao ano, com a compra de passagens aéreas, caso mudasse o atual modelo e as regras de antecedência para aquisição dos bilhetes.

Segundo os auditores da CGU, o atual formato para compra das passagens não é vantajoso já que a União “deixa de obter descontos e benefícios, por não possuir acordos corporativos celebrados com as companhias aéreas”. Além disso, a União “adquire passagens com pouca antecedência e por preços superiores aos praticados no mercado” e “o fluxo administrativo do processo de aquisição de passagens é ineficiente”.

Durante a elaboração do relatório, os auditores utilizaram um software, desenvolvido na própria CGU, para ao longo de seis meses, registrar mais de 15 milhões de cotações. Com isso, os valores de mercado foram comparados aos desembolsos do governo federal para comprar passagens. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *