“Não é aposentadoria”, declara Bolsonaro sobre R$ 600

Na manhã desta sexta-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o auxílio emergencial. Ele reafirmou que o valor será prorrogado até o fim do ano, porém deixou claro que uma extensão após esse período é inviável. 

Em sua saída do Palácio da Alvorada, após um de seus apoiadores parabenizá-lo pela prorrogação da medida, Bolsonaro declarou que o valor pago “não é aposentadoria”, mas uma ajuda emergencial. “Mais dois meses, né? Mais dois meses. A gente está no limite, se a economia não pegar”. O homem rebateu: “Mas eu tenho certeza que bom coração o senhor tem e o que der para fazer o senhor vai fazer”.

Jair Bolsonaro lamentou a pandemia e afirmou que a economia estava “indo bem para caramba”. “Você vê, nós colocamos auxílio emergencial (inicialmente) por três meses, tem cara que reclama que é pouco, agora, custa para todo mundo R$ 50 bilhões por mês. Ai prorrogamos para mais dois, R$ 250 bilhões. A gente prefere até o final do ano uma importância menor do que R$ 600. Tem cara já reclamando, o tempo todo assim. Isso não é aposentadoria, é uma ajuda emergencial. Eu sei que é pouco para quem recebe, mas ajuda, pô, é melhor do que nada”, destacou. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *