Bolsonaro flexibiliza ano escolar

Na noite da terça-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro sancionou a medida provisória (MP), que permite a flexibilização dos dias letivos para a educação básica, durante a pandemia do coronavírus. Porém, ele vetou a previsão de apoio federal às redes de ensino. 

Até o momento, o Executivo segue ausente nas ações para retomada ou não das aulas presenciais. Os estados e municípios, responsáveis por 39 milhões das matrículas da creche ao ensino médio, e não estão recebendo apoio federal financeiro ou técnico. Os estados calculam um custo extra, até junho de R$ 1,9 bilhão com a pandemia do Covid-19.

O Ministério da Educação não estabeleceu nenhuma linha de financiamento para dá suporte às redes. No Congresso, o texto da MP já havia sido modificado para ter essa previsão, porém os trechos foram vetados pelo chefe do Executivo e publicados na edição desta quarta-feira (19), do Diário Oficial da União.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *