Pacientes ganham mais opções de remédios à base de Cannabis

Desde o primeiro semestre deste ano, a oferta de medicamentos à base de Cannabis vem aumentando no mercado nacional. As empresas estão se preparando para entrar com o pedido de registro na Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), ao mesmo tempo em que abastecem as prateleiras virtuais dos sites de produtos importados com novidades. Com isso, os pacientes são beneficiados pela quantidade de opções de escolha de medicamentos para utilização nos tratamentos. 

O fato é que para atingir um número maior de pacientes é preciso que as empresas entrem em contato com os médicos, afinal são eles que receitam os medicamentos. Ao contrário das farmacêuticas de alopatia, os laboratórios responsáveis pela produção dos medicamentos à base da folha, são proibidos de fazer propaganda do produto aos especialista de área. 

Atualmente, apenas dois medicamentos são registrados junto a Anvisa e podem ser vendidos em farmácias. O Martyl, importado pela GW Pharma e o CBD, da Prati-Donaduzzi, ambos custam em média R$ 2,5 mil cada. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *