Fiocruz recebe orientação para recomendar cloroquina

A Fundação Oswaldo Cruz recebeu do Ministério da Saúde a orientação para recomendar o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina no tratamento precoce de pacientes da Covid-19. Mesmo sem evidências científicas que indiquem a eficácia dos medicamentos no combate ao novo coronavírus, o secretário de Atenção Especializada à Saúde, Luiz Otávio Franco Duarte encaminhou ofício à presidência da Fiocruz e aos institutos Evandro Chagas (INI) e Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF), solicitando “a ampla divulgação desse tratamento, considerando que ele integra a estratégia do Ministério da Saúde para reduzir o número de casos que cheguem a necessitar de internação hospitalar para tratamento de síndromes de pior prognóstico, inclusive com suporte ventilatório pulmonar e cuidados intensivos”.

A Fiocruz participa do estudo Solidarity, da Organização Mundial de Saúde (OMS), cujos testes com a cloroquina e hidroxicloroquina estão suspensos desde junho, devido aos resultados obtidos que indicaram que as substâncias “não reduziam a mortalidade dos pacientes”. A Fundação confirmou que recebeu o ofício e declarou “está ciente” das orientações do Ministério e informou que “entende ser de competência dos médicos sua possível prescrição.” 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *