Governo deverá exonerar novo presidente do BNB por suspeita de corrupção

Após um dia de ter assumido a presidência do Banco do Nordeste (BNB), em Fortaleza, Alexandre Cabral será exonerado do cargo, conforme informações do site G1. 

De acordo com auxiliares do presidente, Cabral “está cheio de problemas”. Esses “problemas” estariam relacionados ao fato de que o atual gestor do BNB é alvo de investigação conduzida pelo Tribunal de Contas da União (TCU), sob suspeita de irregularidade no período em que esteve à frente da Casa da Moeda, em 2018.

Alexandre Cabral foi indicado pelo ministro Paulo Guedes (Economia), como uma tentativa de evitar a indicação do PL, de Valdemar da Costa Neto. Segundo assessores do presidente, a indicação não foi política. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *