Aras será a possível indicação para terceira vaga do Supremo

Na noite desta quinta-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro declarou que o procurador-geral da República, é um forte nome à ser indicado para disputa de uma possível terceira vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Atualmente, Aras é responsável pelas investigações que atingem Bolsonaro. 

Durante a sua live semanal, que foi estendida a uma entrevista na Rádio Jovem Pan, o chefe do Executivo afirmou que “se aparecer uma terceira vaga – espero que ninguém desapareça -, mas o Augusto Aras entra fortemente na terceira vaga”.

Os ministros Celso de Mello e Marco Aurélio terão aposentadoria compulsória durante o atual mandato de Bolsonaro. Os dois deverão ser substituídos por nomes indicados pelo atual presidente, em novembro deste ano e em 2021, respectivamente. Uma terceira vaga surgiria no caso de reeleição ou então de saída não programada de algum integrante da Corte. 

Aras fois escolhido para a PGR pelo presidente, e tem adotado posicionamentos favoráveis ao chefe do Executivo desde então.  “O senhor Augusto Aras, nestas duas [primeiras] vagas, não está previsto o nome dele. Eu costumo dizer que tenho três nomes e não vou revelar quem eu namoro para indicar para o STF”, afirmou o presidente, que ainda completou sobre seu atual ministro da Justiça, André Mendonça, que é evangélico, e já vinha sendo cotado para uma das vagas. É um compromisso que tenho com a bancada evangélica. Alguns criticam dizendo que está confundindo aí com religião. Não tem nada a ver”, afirmou o presidente. “Agora, uma pitada de religiosidade é muito bem-vinda. Tem pauta lá que faltou, no meu entender, um ministro defender à luz da sua crença. Por que não?”, declarou.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *