Hang nega fake news contra STF

Luciano Hang, empresário e dono da Havan, negou sua participação na produção de fake news contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Além de Hang, o ex-deputado Roberto Jefferson e diferentes ativistas estão entre os alvos de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal no inquérito das fake news, que investiga ofensas, ataques e ameaças contra ministros do STF. 

Em uma live no Facebook, o dono da Havan se defendeu afirmando que suas postagens trata de sua opinião pessoal sobre o assunto. “Temos que poder usar nossa voz, a liberdade de expressão e de pensamento. As pessoas, do outro lado, podem escolher entre uma versão e outra dos fatos. Temos os fatos e várias versões. Sempre tento levar aos brasileiros o meu pensamento, a minha versão dos fatos.”. Ele ainda afirmou que seu celular e computador irão provas que “jamais produziu notícias falsas”.  

O foco da operação é um grupo suspeito de operar uma rede de divulgação de notícias falsas contra autoridades, além de quatro possíveis financiadores do grupo. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *