Justiça mantém nomeação de diretor da PF

O juiz federal Francisco Alexandre Ribeiro, da 8ª Vara Federal Cível de Brasília, deu parecer negativo a uma ação popular que pedia a anulação da nomeação do delegado Rolando Alexandre de Souza como diretor-geral da Polícia Federal (PF). A suspensão da nomeação havia sido solicitada pelo advogado Rubens Alberto Gatti Nunes, que coordena o grupo Movimento Brasil Livre (MBL). 

Coma não anulação da nomeação de Rolando de Souza, o juiz federal reconheceu a “gravidade da denúncia” feita pelo ex-ministro Sérgio Moro, que através das acusações teria conseguido justificar a anulação da nomeação de Ramagem, além da abertura do inquérito no Supremo. O magistrado justificou que não teria como estender as suspeitas a Ronaldo de Souza, “como se fosse possível presumir que ambos seriam cúmplices de alguma empreitada ilícita ou criminosa, ainda em estágio inicial de apuração”. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *