Pandemia já provocou a redução salarial de 7,2 milhões

De acordo com o Ministério da Economia, cerca de 7,2 milhões de trabalhadores já tiveram o salário reduzido durante a pandemia.A marca foi registrada nesta terça-feira (12), após 40 dias da publicação da medida provisória (MP) 936, que possibilitou a suspensão do contrato de trabalho e a redução da jornada diária, com a redução proporcional do salário, durante a crise gerada pelo novo coronavírus. 

O balanço do Ministério da Economia apontou que a maior parte dos trabalhadores teve o contrato de trabalho suspenso. No total 3,95 milhões o que corresponde a 54,9% dos funcionários realizaram esse tipo de acordo, que pode durar até dois meses. Já a outra parcela dos trabalhadores, 3,25 milhões, acordaram com a redução salarial, que pode chegar até três meses. Em sua maioria, os trabalhadores que optaram pelo segundo acordo, tiveram uma redução de mais de 50% da renda. O ministério ainda declarou que foram realizadas 1,2 milhão de acordos pela redução de 50% da carga horária e o salário do trabalhador, 964 mil pela redução de 25% e 897 mil pela redução de 70%. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *