Estados anunciam que não irão seguir novas diretrizes do governo federal

Os governadores de 12 estados, mais o Distrito Federal se posicionaram de maneira contrária a inclusão das atividades de salões de beleza, barbearias e academias de esportes na lista de “serviços essenciais”, conforme o decreto que foi editado pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado através de edição extra no Diário Oficial da União. 

As três atividades foram incluídas por Jair Bolsonaro na lista de serviços essenciais, o que significa que para o governo federal, essas atividades podem funcionar normalmente durante a pandemia do novo coronavírus.

Em 10 dos estados que se posicionaram  de forma contrária, as atividades estavam fechadas e assim irão permanecer. Em Santa Catarina, as três atividades já estavam em funcionamento por determinação do governo estadual. Já no Rio Grande do Norte, salões e barbearias já haviam voltado a funcionar, porém as academias de esportes continuarão fechadas. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *