Bolsonaro prevê grave crise social no país

Em reunião  surpresa com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e cercado por empresários e ministros, o presidente Jair Bolsonaro solicitou ajuda à Corte do país para reduzir a flexibilização social, imposta pela pandemia do novo coronavírus. De acordo com o chefe do Executivo, o país está caminhando para uma grave  crise social.

O presidente ressaltou que a situação não está pior devido ao auxílio emergencial de R$ 600, pago pelo governo federal a desempregados e trabalhadores informais. Bolsonaro destacou a responsabilidade que todos os chefes de Poderes têm, e alertou para os riscos que o país está correndo. Jair Bolsonaro ainda frisou a importância de manter a liberdade de circulação, sempre preservando a vida. 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que também fazia parte da comitiva, acrescentou que a economia brasileira ainda dá sinais de que há condições para que a retomada das atividades econômicas sejam reestabelecidas. Para Guedes, o Brasil será “exemplo” já que apresenta chance de recuperação mais rápida do ponto de vista econômico do que o restante do mundo. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *