Pagamento da 2ª parcela do “coronavoucher” depende da aprovação de datas

Mesmo com a aprovação do Ministério da Economia para o novo calendário de pagamento da segunda parcela do benefício emergencial de R$ 600, a liberação do auxílio emergencial depende agora da aprovação do Ministério da Cidadania. Com isso, o novo cronograma será enviado para a autorização do presidente Jair Bolsonaro e começará a ser executado. 

Há mais de uma semana, que cerca de 50 milhões de brasileiros, aguardam as novas datas para o pagamento da segunda parcela do auxílio. De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal: “Estamos muito próximos de finalizar. Depois que eu e o ministro (da Cidadania) Onyx (Lorenzoni) fecharmos um cronograma, levaremos ao presidente Jair Bolsonaro, que é quem organiza. O ministro (da Economia) Paulo Guedes já deu o OK”.  Ele garantiu que ainda hoje as datas devem ser anunciadas. Guimarães também ressaltou que haverá mudanças em relação ao pagamento da primeira parcela do auxílio. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *