Bolsonaro defende Supremo e Congresso abertos

Nesta segunda-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro defendeu o Supremo e o Congresso “abertos e transparentes”. O posicionamento do presidente ocorreu um dia após ele discursar em ato que pedia intervenção militar, em frente ao Palácio da Alvorada, durante entrevista sobre o coronavírus e a participação dele no evento do domingo (19). 

Após um dos apoiadores do presidente gritar em favor do fechamento do Supremo, Bolsonaro rebateu: “Sem essa conversa de fechar. Aqui não tem que fechar nada, dá licença aí. Aqui é democracia, aqui é respeito à Constituição brasileira. E aqui é minha casa, é a tua casa. Então, peço por favor que não se fale isso aqui. Supremo aberto, transparente. Congresso aberto, transparente”, declarou.

De acordo com o chefe do Executivo, a pauta do ato realizado no último domingo era o retorno ao trabalho e a ida da população às ruas. Ele reafirmou a defesa do relaxamento das medidas de isolamento social contra o coronavírus. Para Bolsonaro, os cartazes contra a democracia, o Congresso e o Supremo eram de autoria de “infiltrados”. “Em todo e qualquer movimento tem infiltrado, tem gente que tem a sua liberdade de expressão. Respeite a liberdade de expressão. Pegue o meu discurso, dá dois minutos, não falei nada contra qualquer outro poder, muito pelo contrário. Queremos voltar ao trabalho, o povo quer isso. Estavam lá saudando o Exército Brasileiro. É isso, mais nada. Fora isso, é invencionice, é tentativa de incendiar uma nação que ainda está dentro da normalidade”, afirmou.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *