Combate ao coronavírus custará R$ 224,6 bi ao governo

O governo federal já destinou cerca de R$ 700 bilhões para o enfrentamento ao coronavírus. Desse valor total, R$ 224,6 bilhões irão corresponder aos custos efetivos dos cofres públicos federais, devido a redução da arrecadação dos tributos e aumento de gastos efetivos. 

Com isso, a expectativa é que o déficit primário do Governo Central, que inclui Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, além das estatais federais, seja de R$ 419,2 bilhões até o fim de 2020. Esse valor corresponde a 5,55% do PIB. No início do ano, a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020 estabelecia R$ 124,1 bilhões para o governo Central e R$ 3,8 bilhões para as estatais federais, como meta. O déficit primário é o resultado negativo das contas públicas sem levar em consideração os juros. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *