Bolsonaro afirma que manter comércio fechado vai quebrar o país

O presidente Jair Bolsonaro voltou a afirmar nesta sexta-feira (03), que caso as pessoas continuem seguindo as restrições estaduais e mantenham os comércios fechados, o país irá quebrar economicamente. 

“É uma decisão do governador (Ibaneis). Acabei de ver um vídeo dele fazendo um churrasquinho em casa”, declarou o presidente sobre um vídeo do dia 21 de março  (sábado), no qual o governador de Brasília aparece fazendo um almoço para família, após ter dispensado os empregados da residência. “Vocês sabem meu posicionamento. Não pode fechar dessa maneira que atrás disso vem desemprego em massa, vem miséria, vem violência”, ressaltou.

Jair Bolsonaro ainda declarou  “Olha só, deixa eu falar para vocês aqui o que eu vejo que está acontecendo com as informações que eu tenho. Esse vírus é igual uma chuva, vai molhar 70% de vocês, tá certo? Isso ninguém contesta, que toda nação vai ficar livre de pandemia depois que 70% (da população) for infectada e conseguir os anticorpos. Ponto final. Agora desses 70%, uma pequena parte, que são os idosos e quem têm problema de saúde, vai ter problema sério, vai passar por isso também. O que estão fazendo é adiar para ter espaço nos hospitais. Mas tem um detalhe: a sociedade não aguenta ficar dois, três meses parada, vai quebrar tudo”. O presidente afirmou que boa parte dos governadores faz “demagogia” com a crise e que isso gera uma “disputa entre as autoridades de quem está mais preocupado com a vida de vocês (população)”.

Ao sair do Palácio da Alvorada e ouvir o apelo dos seus apoiadores para a reabertura do comércio, Bolsonaro declarou “a opinião pública aos poucos está vindo para o nosso lado. O político tem que ouvir o povo. Sabemos que vai ter mortes, ninguém nega isso. Mas morrem de gripe comum, morrem de H1N1”.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *