Bolsonaro mantém posicionamento e critica congresso

Na manhã desta quarta-feira (25), em sua entrevista diária na saída do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro reforçou as declarações realizadas em seu último pronunciamento em rede nacional. Além disso, o chefe do Executivo nacional fez críticas às medidas adotadas por governadores para restrição de movimentação de pessoas e reafirmou que o isolamento social deve ser restrito apenas aos grupos de risco, como os idosos.  

Em sua declaração, o presidente afirmou “Vou conversar com ele (Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde) e tomar a decisão. Cara, você tem que isolar quem você pode. Você quer que eu faça o quê? Eu tenho o poder de pegar cada idoso e levar para um lugar? É a família dele que tem que cuidar dele no primeiro lugar. O povo tem que parar de deixar tudo nas costas do poder público. Aqui não é uma ditadura, é uma democracia. Os responsáveis pela minha mãe de 92 são seus meia-dúzia filhos.”

Bolsonaro ainda ressaltou que as ações dos governadores podem prejudicar  a economia e levar o país a um ambiente de caos econômico e instabilidade democrática. Os parlamentares de diversos estados reagiram de maneira negativa ao pronunciamento feito pelo presidente da República, na última terça-feira (24). Durante seu discurso, Jair Bolsonaro fez duras críticas ao fechamento das escolas, atacou governadores e pôs a culpa da crise provocada pelo coronavírus no Brasil nos veículos de comunicação. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *