A bipolarização dos EUA: Republicanos x Democratas

Em todos os pleitos eleitorais dos Estados Unidos sempre ouvimos falar sobre dois grandes partidos: o Republicano e o Democrata. A disputa histórica dessas vertentes é a principal responsável pela divisão ideológica do país durante o período de campanha eleitoral. Por isso, para compreender de melhor forma o processo eleitoral dos EUA, precisamos conhecer um pouco mais sobre os dois partidos. 

De forma geral, o partido Republicano apresenta características básicas do conservadorismo político e do liberalismo econômico. Seguindo a linha clássica da política, os republicanos são tidos como conservadores e liberais conservadores. No início, o Partido Republicano era conhecido como Grande Partido Antigo (Grand Old Party), uma derivação do então Partido Federalista, que atuou na independência  dos EUA. 

Na época da sociedade norte americana do século XIX, os Republicanos eram os mais interessados não desenvolvimento industrial do país, pela não disseminação da pequena propriedade privada, no trabalho livre e assalariado. Por esses motivos, o crescimento e desenvolvimento desse partido aconteceu na região Norte do país. 

Por outro lado, o Partido Democrata é voltado as ideologias progressistas, sendo dessa forma considerado a esquerda política do país. A expressão liberal também é utilizada para definir a ideologia dos democratas, que está diretamente ligada à esquerda progressista, inclinada as políticas  de ações afirmativas e de assistencialismo social. Em sua história os democratas podem ser considerados uma derivação do Partido Republicano Jeffersoniano, estruturado no fim do século XVIII. Por seguir esta linha de pensamento, os democratas ganharam força na região Sul dos Estados Unidos, atrelados à pauta agrária escravocrata. 

Porém, durante a década de 1920, ocorreram grandes mudanças ideológicas nos dois partidos. Com a Guerra de Secessão (Guerra Civil Americana), que ocorreu entre os anos de 1861 e 1865, o país inteiro passou por grandes mudanças políticas e econômicas. Como exemplo, é possível falar sobre a escravidão que mesmo após abolição, levou os produtos agrícolas do Sul dos EUA, a buscarem uma forma rápida de continuar produzindo. Muitas experiências foram realizadas para não parar a construção daquele país.  

Com o tempo, os Estados Unidos passaram a ganhar força no continente americano e posteriormente em âmbito mundial, especialmente após a Primeira Guerra Mundial, quando os partidos Democrata e Republicanos, também passaram a redefinir suas ideologias. 

Alguns membros do Partido Democrata juntaram-se aos conservadores do Partido Republicano, o que criou uma vertente bastante conservadora. Por sua vez, o Partido Democrata assumiu uma postura progressista, direcionada à classe operária e as ideologias assistencialistas e trabalhistas. Com a grande depressão em 1929, esse novo posicionamento dos partidos ganhou ainda mais força e continua até os dias atuais. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *