MEC dará bônus à escolas que melhorarem a alfabetização

Nesta terça-feira (18), o MEC anunciou que irá pagar um bônus aos professores e diretores das escolas públicas que obtiverem bons resultados nas avaliações de desempenho na fase de alfabetização dos estudantes. O valor e como será calculada a bonificação não foram informados pelo órgão. 

O anúncio da bonificação ocorreu durante a apresentação do programa “Tempo de Aprender”, criado pela Secretaria de Alfabetização (Sealf) do MEC. O programa está em fase de criação desde o começo de 2019, sendo incluso na Política Nacional de Alfabetização. A expectativa é que o programa tenha início já em 2020, apesar do ano letivo já ter iniciado nas redes de ensino. 

De acordo com Carlos Francisco Nadalin, secretário de Alfabetização, “não vai ser um ranking das escolas com melhor desempenho, vamos estimular um modelo colaborativo dentro das escolas”. Ele ainda ressaltou que o “Tempo de Aprender”estabelece dois tipos de avaliação: um teste de fluência e outro de escrita. Através do teste de fluência será possível avaliar quantas palavras são lidas por minuto pelas crianças do 2º ano do ensino fundamental (7 anos). Será através do resultado desses testes que a bonificação será concedida. 

A Política Nacional de Educação também prevê um programa de intercâmbio, como mais uma forma de estímulo e capacitação para os professores. De acordo com Nadalin, uma parceria no valor de R$ 6 milhões será firmada com a Universidade do Porto e o Instituto Politécnico, em Portugal. No total 50 professores serão selecionados para participarem do programa de  intercâmbio. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *