Maia prevê uma votação rápida para reforma tributária

Durante entrevista após participação no evento BTG Pactual em São Paulo, Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou está confiante na aprovação das reformas tributária e administrativa antes das eleições municipais. O presidente da Câmara dos Deputados declarou que “a tributária e a administrativa têm muita chance de estar bem avançada ou aprovada até o fim do primeiro semestre”.

Maia chegou a rejeitar a possibilidade da reforma administrativa ficar para o ano de 2021. O atraso na votação poderia acontecer devido ao calendário apertado do Congresso. Além das reformas, propostas de outras áreas também aguardam a discussão do parlamento. “Há chance de aprovar todas as reformas neste ano. Tem muita vontade dos parlamentares e a Previdência mostrou isso. Os parlamentares querem mostrar que o Parlamento tem responsabilidade e compromisso com o Estado brasileiro moderno”, afirmou o deputado. 

Rodrigo Maia ainda afirmou que não haverá aumento da carga tributária como consequência da reforma do sistema. “A carga já é de 36% (do PIB), que nós vamos garantir na reforma tributária que vai cair, é de 36% para baixo nos próximos anos. Não haverá R$ 1 de aumento na carga. E se fizer a administrativa, teremos espaço para reduzir a carga”, declarou.

O parlamentar ainda fez críticas a uma parte do setor privado que em sua avaliação não quer a reforma tributária e sim a volta da CPMF. “Até ressuscitaram o Everardo Maciel ex-secretário da Receita Federal na gestão de Fernando Henrique Cardoso para garoto propaganda da CPMF. Às vezes, a elite também erra. Quer que a sociedade pague a conta de alguns setores”.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *