Weintraub afirma que Enem foi alvo de “chuva de fake news”

O ministro da Educação, Abraham Weintraub declarou nesta terça-feira (11), que a divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi alvo do que chamou de “chuva de fake news”. Ele foi convidado para dar explicações na COmissão de Educação (CE) do Senado. Weintraub afirmou que “em respeito à Justiça, que estava avaliando o que houve”, preferiu ficar em silêncio sobre a correção do Enem. 

Para os membros do Senado, Weintraub afirmou que o erro ocorreu na gráfica na hora da impressão. “Não dá pra afirmar [sobre ter acontecido o mesmo erro no passado] nem que sim, nem que não, mas esse tipo de processo pode ter acontecido no passado”, declarou. Ele ainda disse que o mesmo problema pode ter ocorrido em anos anteriores do Enem. 

Ainda de acordo com o ministro, ele percebeu que havia uma inconsistência no segundo dia de prova ao interagir com internautas. E alegou que ele mesmo alertou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Weintraub afirmou que os erros foram corrigidos antes da abertura do Sisu e que todos os gabaritos dos mais de 5 milhões de inscritos foram checados e rechecados por várias vezes, utilizando os quatro gabaritos existentes, sem que nenhum estudante fosse prejudicado.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *