Mesmo em crise, INSS não tem previsão de concurso público

A situação do INSS chegou a um momento crítico. Atualmente são mais de 2 milhões de pedidos à espera de análise. Por isso, o governo anunciou algumas medidas para pôr em ordem o instituto. Uma das principais medidas está em contratar pessoal para auxiliar na redução da fila de pedidos. 

De acordo com o próprio INSS, o reforço para acelerar o processo de análise dos requerimentos tem por objetivo a não realização de concurso público.  Entre as medidas anunciadas pelo governo,, estão a contratação de até 7 mil militares da reserva e servidores aposentados do próprio INSS. O governo também tem o objetivo de remanejar analistas do órgão para a análise de documentos alpen de realizar outras ações para trazer antigos servidores de volta ao trabalho.

De acordo com o secretário Especial de Trabalho e Previdência, Rogério Marinho a medida provisória que autoriza a contratação dos servidores aposentados para trabalharem no INSS, deverá ser assinada na próxima semana. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *