Weintraub recebe advertência da Comissão de Ética do Governo

 A Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu aplicar uma advertência ao ministro Abraham Weintraub. A decisão foi unânime e aplicada por falta com o decoro.

A decisão diz respeito ao fato do ministro ter comparado os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff à cocaína encontrada em avião da Força Aérea Brasileira. A ocasião ocorreu quando a comitiva do presidente Jair Bolsonaro estava em viagem a Osaka, no Japão, no ano passado. 

A defesa técnica dos defensores dos ministro solicitou o arquivamento da denúncia. Porém, o relator Erick Biill Vidigal reconheceu a ocorrência da infração ao Código de Conduta  da Alta Administração.Por isso, após a votação foi decidida a aplicação de penalidade de advertência. 

Segundo Vidigal, duas mensagens de Weintraub, publicada em uma rede social levaram a penalidade:

  • “Tranquilizo os ´guerreiros´do PT e de seus acepipes: o responsável pelos 39 kg de cocaína NADA tem a ver com o Governo Bolsonaro. Ele irá para a cadeia e ninguém de nosso lado defenderá o criminoso. Vocês continuam com a exclusividade de serem amigos de traficantes como as FARC”.
  • “No passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?”

De acordo com os conselheiros, o ministro feriu o artigo terceiro do Código de Conduta da Alta Administração. Conforme o dispositivo “no exercício de suas funções, as autoridades públicas deverão pautar-se pelos padrões da ética, sobretudo no que diz respeito à integridade, à moralidade, à clareza de posições e ao decoro, com vistas a motivar o respeito e a confiança do público em geral”.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *