Brasil afirma que não pode retirar cidadãos de área com Coronavírus na China

De acordo com o embaixador do Brasil em Pequim, Paulo Estivallet de Mesquita, a China não autorizou voos de evacuação de países estrangeiros. Assim não será possível retirar cidadãos de outras nacionalidades, entre elas o Brasil, da província de Hubei, área em que há mais casos de Coronavírus. Porém, ao menos 11 países têm planos de enviar aviões para o local.

Através de entrevista ao jornal Hora Um (Globo), Mesquita declarou: “A principal demanda que temos recebido é de evacuação, o que neste momento não é possível fazer”. No total há aproximadamente 70 brasileiros em Hubei. De acordo com Mesquita “ as autoridades chinesas não estão facilitando em nada a retirada das pessoas dessas área”. Assim, ainda não é possível montar um plano para a retirada de brasileiros dessa localidade.

Durante uma reunião no Ministério das Relações Exteriores da China, com os embaixadores de outros países, os chineses deixaram bem claro que nenhum voo de evacuação foi autorizado. “Os estrangeiros que estiveram em contato com pessoas em Wuhan podem ser um vetor de disseminação. Faz parte de qualquer esforço de retirada de nossos nacionais também a responsabilidade de evitar que isso aconteça. Sobretudo que a gente não gere um foco em outras regiões, a começar pelo próprio Brasil. Neste momento, infelizmente, é necessário manter a calma e ter paciência”, afirmou Mesquita. 

Através de nota, o Ministério de Relações Exteriores do Brasil declarou que o governo chinês “tem mantido comunicação constante com os representantes diplomáticos e consulares e, até o momento, não considera organizar a retirada de estrangeiros das áreas já em situação de isolamento.”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *