Anvisa só inspecionará aviões da China em caso de notificação

O presidente substituto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres declarou que o órgão não realiza inspeções em todas as aeronaves que chegam da China. A declaração foi feita nesta segunda-feira (27).

De acordo com Torres, a vigilância sanitária deverá ser notificada da presença de pessoas com suspeita de coronavírus. Fato que ainda não aconteceu nos voos que chegaram ao país. 

“A notificação (de casos suspeitos) não é uma opção do comandante. É compulsória. Nos casos em que é feita a notificação, a equipe terá acesso ao veículo. Vai efetuar triagem inicial. Os riscos existem. Estamos diante de situação de um agente viral levando a graves consequências de saúde. Estamos buscando melhor forma de lidar”, declarou o presidente da Anvisa.

Em caso de suspeita, a abordagem da Anvisa poderá isolar o voo e garantir o transporte dos passageiros a um local seguro. Assim, eles poderão ser monitorados por equipes da vigilância sanitária durante os dias seguintes à chegada ao país. Porém, a abordagem da Anvisa dependerá de cada caso, afirmou Torres. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *