Cadastro positivo pode levar a declínio dos juros do cartão

Com o início do cadastro positivo, o Banco Central prevê que o chamado “spread” bancário poderá reduzir cerca de 30% até meados de 2021.  O “spread” bancário é a diferença entre a taxa que os bancos pagam para captar dinheiro e a que cobram para emprestar dinheiro aos clientes. 

Segundo o diretor da Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, a redução do “spread” ocorrerá nas modalidades de taxas de juros entre as mais altas. “Se você pegar um produto, um crédito sem garantia, e comparar internacionalmente […], você vê potencial de quedas de 30% [nos ‘spreads’ médios]. “Imagino que no meio do ano que vem a gente vai ver [esse impacto]”, declarou.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *