Brasil vai aderir ao GPA

Representante do Brasil no Fórum Econômico Mundial, o ministro Paulo Guedes declarou que o país irá aderir ao acordo internacional de compras governamentais. Assim, será permitido que estrangeiros interessados na participação de licitações e concorrências públicas no país tenham tratamento isonômico.  

Em Davos, na Suíça, ele afirmou em entrevista: “É o acordo pelo qual nós agora passamos a admitir empresas de fora também para todas as compras que a gente fizer, um tratamento isonômico. O Brasil está querendo entrar para primeira liga, primeira divisão de melhores práticas. E isso realmente é um ataque frontal à corrupção.”

A data em que o Brasil irá aderir oficialmente ao acordo não foi informada. “Um tema importante na campanha do presidente Bolsonaro foi acabar com a corrupção. E nós sabemos que boa parte da corrupção foi permitida exatamente com coisas de governo: empreiteiras, obras governamentais, coisas desse tipo”, acrescentou Guedes. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *