Human Rights Watch terão encontro com representantes do governo

 Nesta quinta-feira (16),  representante da organização mundial Human Rights Watch terão um encontro com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. Na próxima semana, será a vez do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.   Durante os encontros, a organização quer debater sobre a crise da Amazônia. Uma das pautas da 30ª edição do Relatório Mundial, publicado na última terça-feira (14).

Segundo Maria Laura Canineu, diretora do escritório Brasil, o relatório é importante para a área e segurança pública. “O que a gente entende e tem visto é que esse desmatamento é produzido e impulsionado por redes criminosas. Essas redes criminosas não só atacam, ameaçam e matam pessoas que se colocam na frente da defesa da floresta, como indígenas, membros de comunidades locais e agentes públicos, como também cometem outros crimes, que vão desde a extração ilegal de madeira aos relacionados à corrupção, lavagem de dinheiro, garimpagem e grilagem.”     

Além disso, ela ressaltou que a organização se preocupa com as ações realizadas pelo ministro Ricardo Salles. Maria Laura Canineu afirmou que será feito um pedido para fortalecimento de órgãos que monitoram o desmatamento. “A gente obviamente ficou muito preocupado com as políticas públicas que foram adotadas durante a gestão dele. Vimos um enfraquecimento muito relevante das agências que devem aplicar a lei na Amazônica, como Ibama, ICMBio e Funai, que está no âmbito do Ministério da Justiça.”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *