Auditoria aponta R$ 1 bilhão em gastos atípicos no DPVAT

A empresa de consultoria KPMG realizou uma auditoria na Seguradora Líder, e encontrou problemas diversos nos pagamentos. A seguradora é a responsável pela administração do DPVAT, no Brasil. As divergências nas contas ocorreram entre 2008 e 2017, e podem superar a marca de R$ 1 bilhão  (valores não corrigidos). As informações foram divulgadas pelo Jornal Folha de S. Paulo, que teria obtido um relatório de mil páginas sobre o assunto. 

Do valor total apurado, R$ 219,3 milhões não apresentavam evidências dos serviços prestados. Além disso, R$ 156,1 milhões estavam sem comprovantes e R$ 47, 1 milhões não apresentavam documentos fiscais. Foram identificadas 216 irregularidades ou inconsistências na base de dados, referentes a cobrança de honorários advocatícios. 

Através de nota, a Seguradora Líder, declarou: “Em 2017, com a entrega do relatório sobre a análise documental, foram adotadas todas a medidas administrativas e de compliance cabíveis, alinhadas com os valores de retidão e transparência que norteiam a administração da Seguradora Líder. Por fim, destacamos que, nas demonstrações financeiras da Seguradora Líder de 2017, publicadas e disponibilizadas em nosso site, também foi reportado o trabalho realizado.”

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *