Brasileiros entre os maiores consumidores de antidepressivos

De acordo com o estudo da Funcional Health Tech, o consumo de antidepressivos cresceu em 23% no Brasil, entre os anos de 2014 e 2018. Além disso, o estudo também apontou que o consumo desse tipo de medicação cresceu especialmente entre as mulheres acima dos 40 anos. 

Pensando nessa nova realidade, especialistas em saúde mental estão colocando o Brasil entre os países mais engajados na campanha Janeiro Branco. A campanha coloca o tema em evidência e ainda busca prevenir o adoecimento emocional das pessoas. O principal objetivo aqui no país, é mobilizar a mídia, o governo, o setor privado, além da sociedade civil sobre a importância do investimento em políticas públicas no setor. 

Após a divulgação dos resultados da pesquisa, a mobilização deve ganhar mais força. O aumento do consumo desses medicamentos, revela que mais pessoas estão sendo acometidas por transtornos de ansiedade e depressão. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de pessoas com depressão aumentou 18,4% nos últimos 10 anos, em escala global. Em números reais, isso representa cerca de 322 milhões de pessoas, ou seja, 4,4% da população do planeta sofre de alguma doença de saúde mental.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *