Justiça libera paródias de músicas para eleições municipais

O caso demorou seis anos para ter um parecer, mas agora as Eleições 2020 terão músicas mais conhecidas dos eleitores. O fato é que a Justiça liberou o uso de qualquer canção como jingle de campanha, mesmo sem a autorização dos autores das mesmas. 

A decisão é o resultado final de um processo que relaciona Roberto Carlos ao humorista e deputado federal Tiririca. Após aparecer pagando mico nacional em uma propaganda da Friboi, o cantor que não come carne vermelha virou piada. Assim, Tiririca (PL-SP), aproveitou a deixa e fez uma paródia da música “O Portão”. No filme da campanha, o humorista aparece cantando em frente ao piano, vestido com roupas brancas, “Brasília é o meu lugar”. Acompanhado de um prato com bife de carne vermelha. 

Com isso, o humorista foi eleito o segundo deputado federal mais votado de São Paulo. Tiririca não teria pedido autorização dos autores da música. assim acabou processado pela gravadora EMI. 

Ao ser notificada da decisão, a cantora Zélia Duncan utilizou o Twitter para expressar sua revolta. Para ela, este é mais um caso recente de retaliação à classe artística “Isso é roubo e revanchismo”, declarou. 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *