Bolsonaro recebe projeto para novo Bolsa Família

Foi apresentado nesta quarta-feira (09), ao presidente Jair Bolsonaro o estudo para a reestruturação do programa Bolsa Família. Entregue pelo ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni, a proposta ainda será analisada pelos Ministros da Casa Civil, Economia e Cidadania, antes do presidente bater o martelo.

O objetivo do núcleo político do Palácio do Planalto é ampliar em mais R$ 10 bilhões dos recursos do Orçamento que será utilizado para reformular o programa, além de garantir o pagamento do 13º salário aos beneficiários em 2020. Porém, de acordo com a equipe econômica a ampliação de gastos com o programa é inviável. O orçamento previsto para este ano é de R$ 29,3 bilhões. 

Anteriormente, em entrevista ao O Estado de S. Paulo, Lorenzoni declarou que o governo pretende lançar até maio um Bolsa Família de cara nova. ““Queremos fazer a ampliação do programa, construir portas de saída. Vamos apresentar a qualificação dos ‘nem-nem’. São milhões de jovens no Brasil que não trabalham e nem estudam”, afirmou o chefe da Casa Civil. “Qual é a maior tragédia brasileira? Hoje, mais de 40% das pessoas concluem a nona série do primeiro grau como analfabeto funcional”, afirmou.

Ainda de acordo com o ministro, o governo irá realizar “forte investimento”, na área infantil. O objetivo é dividir o programa em três parte: benefício cidadania, pago Às famílias de baixa renda; primeira infância, para crianças até três ano e ainda, um montante para contemplar crianças e jovens até 21 anos. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *