Bolsonaro sugere outro destino ao dinheiro do Fundo Eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro declarou defender a apresentação de um projeto destinando os R$ 2 bilhões aprovados para o Fundo Eleitoral para obras públicas. Segundo Bolsonaro, o destino do valor aprovado não foi decidido por ele. O presidente ainda rebateu as críticas que tem recebido por conta da intenção de sancionar a proposta do Congresso Nacional.

Bolsonaro declarou que não pode receber o crédito de um problema que seria dos parlamentares. O chefe do Executivo repetiu a justificativa para a sanção e afirmou que um possível  veto poderia ser caracterizado como crime de responsabilidade, resultando em um impeachment. “Quem não quer o fundo tinha que ter brigado lá atrás. Agora, eu estou vendo uma campanha na internet, ‘não vote em quem usa o fundão’”, disse, sob aplausos de apoiadores. “Eu não quero briga com o parlamento, eu quero solução para o Brasil”, concluiu.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *