Bolsonaro não confirma presença em reunião sobre preço do Petróleo

Acontece, nesta segunda-feira (06), a reunião que discutirá os impactos do aumento do preço no barril de petróleo no exterior, no mercado interno de combustíveis. O presidente Jair Bolsonaro deu a entender na sexta-feira (03), que participará do encontro. O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, não garantiu a presença, mesmo reconhecendo a “gravidade do assunto”. 

O encontro acontecerá no Ministério de Minas e Energia, às 16hs. Neste mesmo horário, o ministro da pasta, Bento Albuquerque tem programada uma reunião com a coordenação de entidades do setor de petróleo e gás vinculadas. 

Bolsonaro deixou aberta a possibilidade de comparecer a reunião. “Se eu tiver oportunidade, vou ver com o Bento, se é o caso de eu comparecer, dada a gravidade do assunto”, declarou. O presidente ainda admitiu os elevados preços dos combustíveis no mercado interno, porém minimizou o impacto da crise entre os EUA e o Irã para o mercado interno. 

O governo pretende abrir o mercado e reduzir o monopólio da Petrobras sobre o refino e transporte de Petróleo. Segundo Bolsonaro, Bento Albuquerque e o ministro da Economia Paulo Guedes irão cuidar da venda das refinarias e do transporte e distribuição de gás. “Queremos privatizar, e vai por partes. Você vê lá, vi por alto a margem de lucro de cada situação dessas, é mais ou menos o seguinte. O combustível custa X na refinaria e, na bomba, para o povo, custa 3X. É um absurdo”, criticou Bolsonaro.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *