Ataque dos EUA ao Irã poderá interferir no preço dos combustíveis no Brasil

Nesta sexta-feira (3), o presidente Jair Bolsonaro declarou ter tentado entrar em contato com Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras, para falar sobre uma possível alta no preço dos  combustíveis. A preocupação do presidente se deve ao ataque dos Estados Unidos ao Irã, que resultou na morte de várias pessoas, entre elas o general Qassem Soleimani, comandante da força de elite iraniana Quds. 

Em sua saída do Palácio da Alvorada, o presidente admitiu que a investida dos EUA afetará o mercado internacional do petróleo. “Que vai impactar, vai. Agora, vamos ver nosso limite aqui. Porque, se subir, já está alto o combustível, se subir muito complica. Agora, o que eu gostaria que vocês fizessem é que mostrasse para o povo duas coisas: primeiro que eu não posso tabelar nada. Pediram para tabelar carne. Já fizemos essa política de tabelamento no passado e não deu certo”, declarou.

Como consequência do ataque, o mercado internacional do petróleo já apresenta forte alta nos preços. Irã e Iraque estão entre os principais produtores mundiais do produto. Além de Roberto Castello Branco, Bolsonaro tentou entrar em contato com Paulo Guedes, ministro da Economia, porém também não teve sucesso. “Vou conversar com quem entende. O Brasil está dando certo porque eu não meto o bedelho em tudo. Busco informações”, afirmou por fim.  

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *