INSS identifica fraude de 4 mil servidores

Cerca de 4 mil servidores públicos foram pegos recebendo o Benefício de Prestação Continuada (BPC). O auxílio de um salário mínimo (R$ 998, atualmente) é destinado a idosos e a pessoas com deficiência, que estão em situação de miséria. 

Os salários dos servidores fraudulentos variam entre R$ 15 mil e R$ 18 mil. Eles foram identificados em uma operação pente-fino realizada em seis estados e no Distrito Federal. 

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Renato Vieira declarou que “Nos assustamos com o número de servidores que estavam recebendo o BPC, pois isso mostra a fragilidade do processo de negociação. O cruzamento de informações é o caminho não só para cortar um benefício indevido, mas para evitar que ele seja concedido”. A fraude só foi identificada por que após um decreto publicado há dois meses. Nesse período,  51 bases diferentes de dados publicados passaram a integrar suas informações ao INSS. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *