Bolsonaro sai em defesa do ministro da Educação

Jair Bolsonaro demonstrou estar satisfeito com o trabalho desempenhado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Para seus apoiadores, ele defendeu as mudanças realizadas na política educacional, além de afirmar que o movimento Escola sem Partido está em operação. 

Com essas declarações, Bolsonaro dá a entender que não irá exonerar o ministro da Educação. Segundo alguns rumores, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) estaria entre os nomes mais cotados para assumir a pasta. Porém, o presidente declarou que “no meu entender, ele (Weintraub) está sendo excelente. Se tem certos jornalistas criticando, é porque tá indo bem.”

Ao ser questionado sobre o projeto escola sem partido, o presidente afirmou que o governo operacionaliza sem lei específica sobre o assunto. “Já botamos isso sem lei. Já tem impresso em livros e cadernos o que o aluno tem direito. (Se) o professor quer falar que o PT é legal, então o aluno pode falar o contrário sem ser perseguido”, afirmou. O presidente ainda citou Paulo Freire, porém sem fazer críticas. “Sou obrigado a cumprir a lei. Tem coisa para mudar em (20)22. Agora, essa filosofia do tal do tal de Paulo Freire… 16 anos e olha como está aí a educação”, finalizou

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *