Bolsonaro critica fundo eleitoral, PT e PSL

Na manhã desta quarta-feira (18), o presidente Jair Bolsonaro criticou os R$ 2 bilhões do fundo eleitoral aprovados pelo Congresso. Para seus apoiadores, o presidente demonstrou incômodo em sancionar o trecho, já que assim acabará liberando R$ 202, 2 milhões ao PT e PSL. Sem declará se vetará ou não o fundo, Bolsonaro incentivou seus apoiadores a se declararem contra a proposta. 

Bolsonaro lembrou que o PT o acusou de abuso de poder econômico durante as eleições de 2018. Os comentários do presidente ao PT, estão relacionados a forma como a campanha de Fernando Haddad foi conduzida. O petista entrou com uma ação no TSE contra a campanha de Bolsonaro por abuso de poder econômico. O PT fez representação contra mim no TSE por abuso de poder econômico. Olha, o fundão foi R$ 1,7 bilhão no ano passado. Meu partido, PSL, pegou R$ 10 milhões disso aí. Não usei nada. Fiz uma vaquinha e arrecadamos R$ 4 milhões, gastei R$ 2 milhões. E eu estou sendo acusado de abuso de poder econômico. Acham que tem que vetar ou sancionar os R$ 2 bilhões de fundo partidário (eleitoral)?“, declarou a seus apoiadores.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *