Assessora de Guedes afirma que imposto sobre consumo não ajuda na desigualdade

De acordo com Vanessa Canado, assessora especial do ministro Paulo Guedes, há boas chances do país avançar com a reforma tributária. Ela defende o amplo debate para se chegar a um diagnóstico  profundo e preciso, sobre os problemas tributários do Brasil.

Vanessa que também é advogada tributarista, afirmou que é normal uma reforma profunda demorar. Ela ainda citou como exemplo a Austrália, país que levou 40 anos para concretizar uma reforma em sua estrutura. 

A assessora ainda criticou os modelos de reforma que estão em tramitação no Congresso. “O IVA, ou IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) ou ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) não são bons tributos para incentivar ou desincentivar comportamentos. Tudo indica que tributo sobre consumo não gera desenvolvimento social e não reduz desigualdade”, declarou.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *