Tentativa de greve dos caminhoneiros fracassa novamente

A nova tentativa de paralisação dos caminhoneiros, nesta segunda-feira (16), fracassou. Alguns dos líderes que articulavam o movimento de hoje culparam a própria categoria pela baixa adesão. 

A greve que tinha como líder Marconi França, pediu apoio a CUT para realizar a paralisação. Porém, alguns membros da categoria não viram com bons olhos a politização do movimento. O motorista declarou que poderia abrir mão da ajuda, para não perder o apoio dos membros mais próximos ao governo de Bolsonaro e que não havia razões políticas em seu movimento.

Os líderes mais antigos da mobilização, e que estiveram à frente do movimento de 2018, também não apoiaram a paralisação marcada para hoje. Mais próximos às mesas de negociação do governo, esses caminhoneiros mais antigos vinham publicando vídeos pedindo a categoria que não aderissem à greve. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *